Como não criar filhos mimados!

  • 0
pais-e-filhos

Como não criar filhos mimados!

A visão de uma criança gritando, esperneando e a chorando no meio de um supermercado cheio de gente leva-nos quase sempre a pensar no tipo de educação dada pelos pais. E se essa criança for a sua? Respire fundo e aproveite estas dicas úteis para tentar evitar que o seu filho seja uma criança mimada e incontrolável.

Todo pai e mãe quer proteger e dar o melhor para o filho. O problema é quando o cuidado exclui os limites. Para evitar que as crianças cresçam mimadas e com consequências negativas na vida adulta, a educação dada pela família é fundamental.

Uma criança precisa de limites, cabe aos pais estabelecê-los:

É fato. As crianças testam os pais de manhã à noite. Testam o amor dos seus progenitores através de dificílimas provas de paciência. Mas isso está longe de ser um problema. Muito pelo contrário. Esses “testes” nada mais são do que um pedido da criança, para que os pais lhe mostrem qual é o limite, o que está certo e o que está errado. Infelizmente, é nesse momento que os pais erram muitas vezes, acabando por confundir o estabelecimento de limites com a falta de amor. E é exatamente o contrário. Mostrar à criança como a vida funciona é a maior prova de amor que os pais podem dar, porque significa prepará-los para a vida adulta. Isso é educar com amor e responsabilidade.

Diga “não” sempre que necessário:

Sempre que o seu filho lhe pedir algo que seja perigoso, irresponsável prejudicial ou impossível, diga “não” e explique a razão. Esqueça a ideia equivocada que amar é dizer “sim”. Lembre-se: a criança depende de si para conhecer os limites da vida, o que é certo e o que é errado. Se não nega absolutamente nada ao seu filho, estará impossibilitando-o de conhecer como a vida realmente funciona. Afinal, como sabemos, no mundo real ouvimos “não” a toda a hora. Para obter o sim, temos que cumprir procedimentos, trabalhar, competir e lutar. Dizer “não” às crianças sempre que necessário, é fundamental para criar homens e mulheres preparados para a vida, munidos das ferramentas emocionais imprescindíveis para lutar e vencer. Dizer sempre “sim” e amar de forma protetora, cria adultos frustrados e incapazes de lidar com as dificuldades da vida.

Não se culpe ao dizer “não”:

É muito difícil para os pais lidar com a culpa que está relacionada ao dizer constantemente não, por fazer o filho sofrer com esses “nãos” sucessivos. Mas acredite, uma criança não tem a mesma visão que um adulto. Ela pode efetivamente reclamar, chorar e fazer uma grande birra quando confrontada com um “não”, mas isso é apenas uma reação infantil e superficial, perfeitamente normal e típica das crianças. Não é sofrimento. Saiba que, por dentro, no seu íntegro, a criança sente-se amada e protegida porque recebeu uma lição de vida dos pais. Ao cumprir o seu importante papel enquanto mãe ou pai, preparando o seu filho para as respostas negativas, estará dando-lhe uma ferramenta fundamental para lidar melhor com a vida adulta.

Não crie uma vida de fantasia para o seu filho:

Muitos pais levam em consideração a dificuldade da vida adulta na educação dos filhos, mas fazem-no de forma equivocada. Em vez de proporcionar ferramentas emocionais eficazes para que a criança possa lidar melhor com as frustrações da vida adulta, alguns pais aproveitam a fase infantil para fazer todas as vontades do filho “enquanto ele ainda é criança”. Esse pode ser um erro muito grande. A função dos pais é preparar e não alienar. Se o seu filho é criado como um príncipe ou uma princesa, dentro de uma “redoma de vidro”, como é que essa criança será capaz de lidar com as dificuldades da vida adulta, quando essa proteção deixar simplesmente de existir?

Observe a natureza e aprenda com ela:

Um pássaro que ensina os seus filhotes a voar é uma grande lição de vida para os pais. A mãe ensina como se deve fazer voando algumas vezes para fora do ninho e voltando. Depois, ela incentiva os filhotes a fazer pequenos voos sobre o ninho. E, em seguida, é hora de voar. Se os filhotes demonstrarem medo, a mãe força-os. Pode parecer cruel, mas é uma lição de amor. Os filhotes precisam aprender a voar e a função da mãe é ajudar e prepará-los para isso. Se ela se deixar vencer pela culpa do amor protetor e pelos apelos dos filhotes – que preferem o conforto do ninho a ter que voar e procurar o seu próprio alimento – eles serão caça fácil para predadores. Por isso, lembre-se: amar é educar para a vida. Não é fácil, mas compensa… para pais e filhos.

Psicóloga há mais de 10 anos; Coach (Professional & Life) e Palestrante com ampla atuação. Especializada em Neuropsicologia e Psicanálise. Faz atendimento online e presencial à adultos, adolescentes e idosos. Sua missão é potencializar a Autoestima, Autoconhecimento e a Inteligência Emocional do maior nº de pessoas possível,


About Author

Natália Ceará

Psicóloga há mais de 10 anos; Coach (Professional & Life) e Palestrante com ampla atuação. Especializada em Neuropsicologia e Psicanálise. Faz atendimento online e presencial à adultos, adolescentes e idosos. Sua missão é potencializar a Autoestima, Autoconhecimento e a Inteligência Emocional do maior nº de pessoas possível,

Leave a Reply

Agende a sua pré-sessão gratuita. Atendemos à domicílio, online e em consultório. Clique em agendar e envie sua solicitação.