Autoengano: a arte de mentir para si mesmo

  • 0
autoengano

Autoengano: a arte de mentir para si mesmo

Como pode uma pessoa saber e ao mesmo tempo não saber? Como é que evitamos perceber as coisas? Às vezes, parece que temos a capacidade de anestesiar alguns aspectos ou situações de nossas vidas para não sofrer e seguir em frente.

 

A definição de autoengano

Robert Trivers define autoengano como o ato de mentir para si mesmo. Ele argumenta que a principal chave para explicar isso é considerar que a informação verdadeira é excluída da nossa consciência.

Ele escreveu em muitos dos seus textos que “Todo engano é destinado a autopromoção”. É um mecanismo que sobreviveu à evolução do ser humano e faz com que ele aceite uma informação falsa como verdadeira. As mentiras se tornam inconscientes e, de alguma forma, se transformam em verdades confiáveis.

Quando a verdade é relegada ao subconsciente, a mentira se torna verdade para a pessoa e para todos os seus conhecidos. Acreditamos tanto que a ideia passa a ser verdadeira.

O autoengano

Enfrentar nossas limitações, medos e dificuldades, é algo desafiador. Por mais que desejemos a transformação, existe uma parte de nos que sempre vai insistir para que nos acomodemos e fiquemos em nossa zona de conforto.

A mente apresenta os mais diversos argumentos, visando evitar o enfrentamento que tanto nos amedronta. Há muitas formas de autoengano: ele pode se expressar através do argumento de que não se tem talento suficiente para uma atividade desejada, ou já se passou da idade para iniciar um processo de mudança.

Outra forma muito comum de autoengano são as pessoas que, numa relação, acreditam ter o poder de mudar o outro. Elas podem permanecer durante muito tempo sendo vítimas de desrespeito e até mesmo de violência, justificando sua dificuldade de reagir, com a esperança de que a situação mudará milagrosamente.

Quando a verdade e muito dolorosa para o ego, ela é relegada ao inconsciente, e a mentira se torna a verdade. As pessoas acreditam tanto em sua auto-argumentação que aquela ideia passa a ser verdadeira para elas.

Até mesmo aqueles que buscam uma terapia convencional ou grupos terapêuticos, podem terminar se rendendo aos argumentos da mente, de que não necessitam de ajuda.

 Não e fácil ter a real dimensão do quanto nos boicotamos. Muita coragem é necessária para aceitar com humildade a existência de nossa sombra e abandonar as ilusões que ela alimenta.

Espero que este artigo tenha valido a pena para você ou talvez para alguém que você conheça! Não se esqueça de deixar seu comentário! Sinta-se à vontade caso queira compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais!

Grande abraço!

Referências:

  • https://somostodosum.ig.com.br/artigos/autoajuda/o-autoengano-15765.html
  • https://amenteemaravilhosa.com.br/poder-do-autoengano/

 

Psicóloga e terapeuta experiente, especializada em Terceira e Quarta Idades. Em constante aprimoramento teórico e com participação ativa em Grupos de Estudos, Simpósios e Congressos. Preparada para tratar depressão, ansiedade, síndrome do pânico, Alzheimer e conflitos de ordem pessoal, familiar, profissional e conjugal.


About Author

Flavia Merschmann

Psicóloga e terapeuta experiente, especializada em Terceira e Quarta Idades. Em constante aprimoramento teórico e com participação ativa em Grupos de Estudos, Simpósios e Congressos. Preparada para tratar depressão, ansiedade, síndrome do pânico, Alzheimer e conflitos de ordem pessoal, familiar, profissional e conjugal.

Leave a Reply

Agende a sua pré-sessão gratuita. Atendemos à domicílio, online e em consultório. Clique em agendar e envie sua solicitação.